domingo, 21 abril, 2024
spot_img
InícioRegiãoCentro de Memória na Subestação Francisco Monlevade, em Louveira, está aberto...

Centro de Memória na Subestação Francisco Monlevade, em Louveira, está aberto a visita

A Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Cultura e Eventos, anunciou que o Centro de Memória de Louveira já está aberto para visitações, na terça, quarta e sexta-feira, das 9 às 12 horas. O espaço, localizado na Subestação Engenheiro Francisco Monlevade, faz parte do Centro de Documentação e Pesquisa de Louveira e Região, uma ação que busca a restauração do patrimônio histórico e valorização da cultura louveirense.
A restauração da Subestação é uma das 58 obras entregues pela atual gestão em comemoração aos 58 anos de Louveira. A subestação Francisco Monlevade foi pioneira na América Latina em eletrificação ferroviária, sendo fundamental no desenvolvimento econômico na região durante o ciclo do café, no final do séc. XIX. O Complexo Ferroviário de Louveira (Estação e Subestação) é um patrimônio tombado pela Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico.
No Centro de Memória, é realizado um trabalho de pesquisa, acervo e documentação de Louveira e região. Em uma das casas do complexo, onde há cem anos era a casa do Chefe da Subestação, encontra-se hoje um acervo que remete à época, como azulejos e outros objetos originais utilizados na construção da Estação Ferroviária, objetos da época, como máquinas de escrever, documentos, como fotos e edições da imprensa oficial e demais jornais da região, caderno de ponto dos funcionários da FEPASA, cartas datadas de 1920. Além de um pequeno acervo de Geraldo Tomanik, famoso historiador, pesquisador e museólogo de Jundiaí. Em breve, o Centro de Memória estará recebendo objetos históricos de moradores que queiram contribuir com a preservação da história louveirense.
Todo acervo, tanto de objetos e documentos, serão disponibilizado digitalmente no site do Centro de Documentação e Pesquisa de Louveira e Região
Quem passa pelo Centro de Memória, além de apreciar o acervo histórico, poderá também visitar demais casas do complexo, como o prédio onde ocorria a subestação de energia, com equipamento e arquitetura extremamente preservados, é possível retornar no tempo onde por onde centenas de operários circulavam 24h por dia.
A Subestação ainda está recebendo reforma para melhor atender os visitantes e em breve contará com um centro de informações.
O Centro de Documentação e Pesquisa de Louveira e Região, formado por Jean Camoleze (Educador e Historiador), Alexandre Oliveira (Graduado em História e mestre em Artes Visuais) e Leandro Felix (morador de Louveira e graduando Bacharelado e Licenciatura em História), além do trabalho diário, realizará mensalmente o passeio “Louveira: antes, durante e depois da ferrovia.” durante a “Cultura na Estação”, o passeio visita construções históricas na cidade e termina com a visitação no Centro de Memória. Para este passeio, é necessário realizar inscrição previamente, através de um link que será disponibilizado no site oficial da Prefeitura de Louveira, na semana que antecede o evento.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES