sexta-feira, 19 abril, 2024
spot_img
InícioJundiaíJundiaí entrega terceira Residência Terapêutica

Jundiaí entrega terceira Residência Terapêutica

O mês de maio é marcado pela Luta Antimanicomial, iniciada há 20 anos. Esse ano, Jundiaí encerra o mês com a entrega da terceira Residência Terapêutica, da Rede de Assistência Psicossocial (RAPS). Desta forma, a cidade conclui a recepção e acolhimento de pessoas que estavam em hospitais psiquiátricos espalhados pelo Estado. A casa, localizada na região do Pacaembu, atende cinco moradores, assistidos de maneira multiprofissional. Na manhã da segunda-feira (29), o prefeito Luiz Fernando Machado, gestores e equipe da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde visitaram o espaço.
“Jundiaí abriu a terceira unidade do Serviço de Residência Terapêutica (SRT) e desta forma, zera o Censo Psiquiátrico realizado nacionalmente, ou seja, todos os nascidos em Jundiaí que estavam em hospital psiquiátrico, retornam para a cidade, para próximo da família, e terão atendimento completo pela nossa rede de Saúde do Município”, comenta o prefeito Luiz Fernando Machado.
Atualmente a SRT conta com cinco moradores. Os demais devem chegar nesta semana. Todos permaneceram mais de 30 anos internados em hospitais psiquiátricos. “Aqui podemos dizer que a prática é da política do amor em sua essência. Essas pessoas passaram a maior parte da vida internadas. Aqui, passam a desenvolver a sua individualidade, com independência”, comenta o gestor da UGPS, Thiago Texera.
A Rede de Atenção Psicossocial da UGPS, conta com outras duas unidades, cada uma com capacidade para 10 moradores. Todos, permaneceram mais de 30 anos internados em hospitais psiquiátricos. A operacionalização da casa é realizada pelo CEAD (Centro Especializado em Álcool e Drogas), entidade conveniada à UGPS.
Também integram as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Novas UBSs e Clínicas da Família, as equipes dos Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASFs) e do Consultório na Rua, as Residências Terapêuticas, as Unidades de Acolhimento, os leitos de retaguarda no Hospital São Vicente e no Hospital Universitário e os Centros de Convivência, entre outros equipamentos. Em 2022, foram realizados 78 mil atendimentos à casos complexos nos CAPS e aproximadamente 13,5 mil atendimentos de pessoas com transtornos mentais leves e moderados nos equipamentos da atenção básica.
“Para planejar as ações e investimentos, Jundiaí leva em consideração o cuidado com as pessoas, de maneira sólida, garantindo a completa assistência em saúde e nas demais áreas. As residências terapêuticas completam a rede de atendimento em Saúde Mental, de maneira plena, com cuidado adequado, humanizado e com toda infraestrutura e assistência necessária”, resume o gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF), José Antonio Parimoschi.
A visitação ainda contou com a participação do presidente da Câmara, vereador, Antonio Carlos Albino.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES