terça-feira, 25 junho, 2024
spot_img
InícioRegiãoSanta Casa de Louveira e Prefeitura anunciam Telemedicina

Santa Casa de Louveira e Prefeitura anunciam Telemedicina

Mais médicos; atendimento mais rápido para os casos de urgência e emergência; redução na espera dos casos de atendimentos mais leves; e, assim, dar sequência ao processo de reestruturação, para melhor, na Rede Hospitalar Louveira. Com estes objetivos, a Prefeitura de Louveira e a Santa Casa anunciam mais um avanço em eficiência, qualidade e atendimento aos pacientes do Sistema de Saúde Integrado Municipal de Louveira, com a adesão da Telemedicina nos atendimentos do pronto socorro da Santa Casa.
O sistema, que entra em funcionamento já no dia 7 de Junho, é agregado ao atendimento inicial de Classificação de Risco, no próprio pronto socorro do hospital. Ou seja, o paciente ao chegar no pronto socorro é recepcionado e, com senha, é encaminhado para a Classificação de Risco com os profissionais de Saúde. Nos casos considerados leves, após este primeiro atendimento da Classificação (com medição de pressão, temperatura, verificação dos sinais vitais, sintomas, etc), é encaminhado para a sala de telemedicina, para atendimento com médico conectado, com mais agilidade e menos tempo de espera. Assim, os médicos presentes na Santa Casa poderão atender os casos de urgência e emergência com mais agilidade e, assim, redução de espera no atendimento. Essa mudança é para os casos de atendimento a adultos; para crianças, não terá o atendimento por telemedicina em pediatria.
“No dia 30 de março, dentro das comemorações dos 58 anos de Louveira, anunciamos a Rede Hospital Louveira, com a reestruturação do atendimento de urgência e emergência e o início das ações para a construção de um novo Hospital na região do Santo Antônio. Agora, damos mais um passo, com a Tecnologia aliada à Saúde, implantando a Telemedicina nos casos mais leves, após o primeiro atendimento da Classificação de Risco, que passam pelo pronto socorro da Santa Casa, ganhando agilidade, qualidade e prioridade aos casos que necessitam de atendimento rápido, sempre com o propósito de cuidar da Saúde dos louveirenses. E, em breve, vamos também avançar no sistema para as Unidades de Saúde, com mais médicos, mais atendimento e ainda mais qualidade no Sistema Integrado de Saúde da nossa cidade”, afirmou o prefeito Estanislau Steck.
A superintendente da Santa Casa, Natália Teixeira, lembra que todos os pacientes que passarem na Santa Casa continuarão a serem atendidos pelos profissionais de Saúde na Classificação de Risco. Os considerados casos leves, que hoje, pelo protocolo são classificados como Azul, serão encaminhados para o atendimento na sala de Telemedicina, com redução expressiva de tempo de espera. Só para se ter uma ideia, pela Classificação de Risco, regra de atendimento dos hospitais, o tempo médio de espera para os casos considerados de Baixa Complexidade (Azul) são de 240 minutos e, com a implantação da Telemedicina na Santa Casa a partir de 7 de Junho, este tempo será reduzido. A Telemedicina será exclusiva para estes casos Não Urgente. Os demais, terão sequência no atendimento com os médicos de plantão no pronto socorro.

Protocolo de Classificação de Risco
Conforme regras do Ministério da Saúde, todos os hospitais devem trabalhar com Classificação de Risco, que é um sistema de classificação e triagem de pacientes conforme o grau de urgência necessária para seu atendimento. É um sistema baseado em cores, conforme a urgência do caso. Esse protocolo permite melhor gestão não só de recursos como também evita a superlotação de hospitais em seus pronto-atendimentos. Por exemplo, os casos leves, são definidos com a cor Azul (Baixa Complexidade), com tempo médio de espera de até 240 minutos; a cor Verde (Sem Risco de Morte) em até 120 minutos; a Amarelo (Urgente) em até 30 minutos; e a Vermelha (Emergência) atendimento imediato, sem espera.
Essa identificação visual já é usada na maior parte dos equipamentos de saúde pelo mundo, como clínicas particulares e hospitais. Diversos fatores são levados em consideração para determinar a classificação de risco em cores, como: dor, sinais vitais, pressão, sintomas, entre outros.

Telemedicina no Pronto Socorro da Santa Casa de Louveira
A sala de telemedicina, neste início, irá funcionar de segunda à sexta, das 7 às 17 horas, período em que há maior número de atendimentos, considerado horários de pico. Os casos considerados leves, portanto Não Urgente, na cor Azul de classificação, após o 1º atendimento na Classificação de Risco, em acordo com fatores como dor, sinais vitais, pressão, sintomas, etc, serão encaminhados para atendimento por Telemedicina, com médico à disposição e com mais rapidez do que no sistema anterior. Ainda, os demais casos, portanto, terão mais médicos disponíveis para atendimento, com redução também no tempo de espera, de acordo com número de pessoas a serem atendidas e os casos mais graves, sempre, com prioridade.

Consultas nas Unidades Básicas de Saúde
A secretária de Saúde, Márcia Bevilacqua, lembra a importância da Saúde Preventiva, com consultas periódicas na Rede Municipal. Semanalmente, a Prefeitura tem divulgado a agenda aberta dos médicos para agendamento nas Unidades de Saúde.
“Felizmente, avançamos muito na disponibilidade de consultas. A partir dos atendimentos iniciais de clínicos gerais, ginecologistas e pediatras, nas unidades de Saúde, é que fazemos o encaminhamento para especialistas e exames. É importante que a população compreenda que a Saúde deve, sempre, ser cuidada de forma preventiva, e não apenas nos momentos de dores ou situações de emergência. Cuidar preventivamente é um caminho para ter mais Saúde e Qualidade de Vida”, afirma a secretária Márcia Bevilacqua.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES