quarta-feira, 17 julho, 2024
spot_img
InícioJundiaíVivências com a natureza integram programa de Educação Socioambiental

Vivências com a natureza integram programa de Educação Socioambiental

Árvores, cantos de pássaros, terra, felinos e muita aprendizagem: assim foi a visita dos alunos do G5 da Emeb Rotary Club (Anhangabaú), na semana passada, ao espaço da Associação Mata Ciliar, com acompanhamento dos biólogos Raul Colagrande e Naomi Nagao durante a experiência de aula ao ar livre e contato com a natureza.
Alinhada às propostas do programa Escola Inovadora, a vivência faz parte do “Programa Moramos, cuidamos e preservamos”, do Núcleo de Educação Socioambiental da Unidade de Gestão de Educação, somando-se às atividades de aprendizagem e desemparedamento já em prática pelas unidades escolares da rede.
Um dos alunos da turma, Leonardo Brito, de cinco anos, participou da vivência com empolgação e repleto de dúvidas. Acompanhado da auxiliar da classe Flora Pires e da professora Alice Santos, o pequeno, que tem deficiência visual, recebeu a descrição de cada recinto visitado. “Começamos pelo viveiro de mudas, depois fomos até os animais, os pássaros e eu gostei bastante do tucano. Ele tem biquinho amarelo e é maior que os outros pássaros. Também estivemos com as maritacas. Essas eu já conhecia, tem muitas perto da minha casa e elas cantam bastante”.
Acompanhando as crianças, a bióloga Naomi tirou as dúvidas das crianças participantes. “A vivência com as crianças dessa faixa etária é bem divertida. Elas estão em uma fase cheia de curiosidades, então durante todo o percurso nós somos questionados sobre diversas características dos animais apresentados”, comenta a bióloga.
O programa da UGE abrange todas os anos da Educação Infantil II e Ensino Fundamental I, com vivências e atividades específicas para cada faixa etária. Além da Mata Ciliar, outros espaços visitados são o Jardim Botânico, Centro de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (Geresol), a Fundação Serra do Japi, a Dae, a Unidade de Desenvolvimento Ambiental e o Espaço Expressa (antigo Complexo Fepasa). Esse último ponto, por exemplo, é destinado aos alunos dos quartos anos, por meio do “Passaporte Cultural – Guardiões da Patrimônio”, ação proposta em parceria com a Unidade de Gestão de Cultura.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES