sexta-feira, 14 junho, 2024
spot_img
InícioJundiaíGalpão em Jundiaí abraça famílias atípicas com foco na economia criativa

Galpão em Jundiaí abraça famílias atípicas com foco na economia criativa

A Fundação Escola TVTEC Jundiaí recebe nesta quinta-feira (29) pais e responsáveis por crianças com Transtorno de Espectro Autista (TEA) para um bate-papo sobre economia criativa. Durante o encontro, as famílias atípicas irão conhecer as diretrizes do Galpão Criativo e a importância de empreender com foco na geração de renda. O encontro com famílias atípicas, algumas que já fazem parte do projeto ‘Meu Mundo Criativo’, é uma ação da Prefeitura de Jundiaí por meio da FTVTEC, com a parceria da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, Unidade de Assistência e Desenvolvimento Social, e Unidade de Gestão de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.
O encontro será uma troca de experiências entre quem ensina e quem deseja aprender sobre o mundo criativo. Dentro do Programa de Qualificação de Talentos e Pré-Incubadora de Prosperidade Social de Ideias, Oficinas e Criatividade, a Prefeitura de Jundiaí e a Fundação Escola TVTEC Jundiaí têm feito as articulações necessárias para ajudar na prosperidade social e inclusão produtiva e, com as famílias atípicas – aquelas que lidam com a criação de uma pessoa com algum tipo de deficiência -, o processo será com a mesma qualidade.
O diretor de Fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação, Júlio César Durante, lembra que uma das principais características dos inovadores, dos criativos e dos empreendedores é manter uma rede para troca de experiências, para a realização de negócios e para a defesa dos seus interesses e da busca de novos mercados. O espaço Jundiaí Empreendedora foi feito para atender e ajudar os empreendedores, na sua capacitação, formalização, no acesso a linhas de crédito e na divulgação da sua empresa e produtos. Em parceria com a FTVTEC, as trilhas de capacitação e apoio são ainda maiores, como o Galpão Criativo.
“A reunião dessas pessoas é muito importante para o aprendizado, para o fortalecimento dos objetivos e realização de novas conquistas. A informalidade não é boa para ninguém, mas a formalização, um CNPJ e uma inscrição também exige muito cuidado e planejamento para que o sonho de desenvolver uma atividade própria não vire um triste pesadelo. Quando muito bem estudada e planejada, a formalização só oferece vantagens, como participar de qualquer evento, conseguir novos clientes, comprar matéria-prima com valores melhores e até usufruir de vários benefícios fiscais e previdenciários.”
Eliana Ferreira, servidora da área de saúde e mãe do Gabriel, criança autista de cinco anos, comenta que o encontro é importante para fortalecer a rede de famílias atípicas para que exista a oportunidade de conhecer mais sobre o espaço criativo e suas vertentes. É uma oportunidade para buscar a prosperidade social e ajudar na busca efetiva de políticas públicas para as famílias. “O foco é na geração de renda, porque muitas mães deixam seus trabalhos formais para cuidar dos filhos e a economia criativa é uma maneira de ajudá-las, inclusive estimular a autoestima. A parceria com a FTVTEC e com outras unidades de gestão nos ajudará na busca de novos horizontes”, diz.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES