domingo, 21 abril, 2024
spot_img
InícioGeralMaioria dos acidentes em rodovias ocorre durante o dia

Maioria dos acidentes em rodovias ocorre durante o dia

O levantamento feito por pesquisador da UFMG utilizou dados da Polícia Rodoviária Federal para indicar as maiores causas, tipos e piores horários de acidentes em rodovias brasileiras

Os acidentes em rodovias federais são recorrentes no Brasil, especialmente em períodos de férias ou feriados em que a população costuma viajar de carro. Contudo, um novo levantamento destaca que 57,67% dos acidentes registrados em rodovias do Brasil ocorrem durante o período conhecido como pleno dia, contrapondo a ideia de que a maioria dos casos ocorre durante a “plena noite” (31,93%) ou durante o anoitecer (5,59%) ou ao amanhecer (4,8%). Leia a pesquisa na íntegra neste link.
O estudo foi realizado pelo pesquisador Ramon Batista do programa de pós-graduação em engenharia e transportes da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e utilizou dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), relativos ao período de 2017 a 2020, e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), por meio do Portal da Transparência do governo federal.
A pesquisa consistiu na identificação de associação entre as causas de acidentes e as características dos veículos, das estradas, dos usuários e do meio ambiente em rodovias federais brasileiras comparadas com técnicas de aprendizado de máquina Apriori, Eclat, FP-Growth e FP-Max no tratamento dos dados.
O levantamento também indicou outros dados relevantes sobre os acidentes em rodovias como as que registraram mais casos no período analisado, quais foram as maiores causas, quais foram os tipos de acidente e também se as condições meteorológicas foram determinantes ou não.
A maior incidência de acidentes foi durante o dia, mais especificamente no período entre período de 17 e 19 horas, correspondendo a 14,68% dos acidentes, a maioria deles às 18h30, que foi relacionado ao pico da tarde.
Esses dados se juntam ao outros do estudo que indicam que a maioria dos acidentes ocorre na parte da tarde (57,67%), enquanto 31,93% ocorreram durante a “plena noite”, 5,59% ao anoitecer e 4,80% ao amanhecer.
O estado que teve mais acidentes foi Minas Gerais (15,16%) seguido pelo Paraná (12,41%), Santa Catarina (11,52%), Rio Grande do Sul (8,08%) e São Paulo (6,83%). Aqueles que registraram os menores acidentes em rodovias federais foram Amapá (0,01%), Roraima (0,02%), Acre (0,03%), Amazonas (0,04%), Tocantins (0,04%) e Distrito Federal (0,13%).
Apesar de Minas Gerais ter o maior número de acidentes, a BR em que mais casos registrados foi a 101, que não passa sobre o território mineiro. 15,8% dos casos ocorreram na rodovia que vai do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul. As outras rodovias com maior número de caso foram as 116 (14,1%), 381 (5,93%), 40 (4,22%) e 153 (3,96%).
A maior causa de acidentes registrados foi a “Falta de atenção à condução” com 28,83%, 20 pontos percentuais a mais do que a segunda maior causa que foi “velocidade incompatível com a da via” (8,96%). As outras três maiores incidências foram “Desobediência às normas de trânsito pelo condutor” (8,46%), “Não guardar distância de segurança” (6,08%) e “Ingestão de Álcool” (5,66%).
Os maiores tipos de acidentes também foram reportados no estudo. Entre o período analisado na pesquisa, mais de 479 mil acidentes tiveram vítimas com ferimentos, 117.568 sem vítimas, 66.052 com vítimas fatais.
As colisões traseiras foram as mais frequentes (14,65%), seguidas por saída de leito carroçável (10,84%), colisão lateral (8,99%), colisão transversal (8,64%) e colisão com objeto estático (6,62%).
O estudo reforçou que os dias em que mais incidentes ocorreram foram durante o final de semana e as sextas-feiras. 17,24% dos acidentes ocorreram no domingo, 16,82% no sábado e 15,41% em sextas-feiras. Contudo, a incidência nos outros dias da semana não foram tão grandes: 13,45% as segundas, 12,94% as quintas, 12%,09% as quartas e 12,05% as quintas.
Além disso, o levantamento conseguiu provar que a maior parte dos incidentes ocorreu sem influência do clima. 17,24% dos acidentes ocorreram no domingo, 16,82% no sábado e 15,41% em sextas-feiras. Contudo, a incidência nos outros dias da semana não foram tão grandes: 13,45% as segundas, 12,94% as quintas, 12%,09% as quartas e 12,05% as quintas.
Em 54,41% dos casos o céu estava claro, enquanto em 18,37% em céu nublado, 13,69% com chuva, 8,72 com sol, 3,65% sob garoa ou chuvisco, 0,97% com nevoeiro ou neblina e 0,81% com vento. Não foram registrados acidentes sob granizo ou neve.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES