sexta-feira, 14 junho, 2024
spot_img
InícioJundiaíRecorde de atleta aos 38 anos motiva várias gerações em Jundiaí

Recorde de atleta aos 38 anos motiva várias gerações em Jundiaí

O recorde brasileiro de Gislaine Cristina de Sá, atleta da equipe de Jundiaí, da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer, no lançamento de dardo se tornou motivo de incentivo para mulheres de todas as faixas etárias. Entre as garotas que compartilham com ela os treinos na pista de atletismo do Bolão, é inspiração. Para mulheres de outras faixas etárias, motivação.
Tudo isso porque não se trata de um jovem talento do atletismo que está despontando. Aos 38 anos, ela já superou muitas outras barreiras na vida para seguir firme em busca de seus objetivos. Foi mãe duas vezes (seus filhos têm 21 e 12 anos), teve uma lesão no joelho e sempre conciliou a atividade física com o trabalho.
Agora, já madura, chegou à marca de 31,45 metros no lançamento do dardo, recorde brasileiro da categoria de 35 a 39 anos. É ainda recordista estadual no salto com vara. “Nunca é fácil para uma mulher que quer se dedicar ao esporte. Muitas vezes levei os filhos juntos. Fiz isso durante anos”, conta. “Nas duas vezes que fiquei grávida, tive de interromper por um tempo os treinamentos. Mas, como o amor pelo esporte é grande, sempre voltei ainda mais motivada.”
E, ainda tentando entender o que a conquista representa para outras mulheres, dá o recado. “Isso mostra que, se a pessoa tiver mesmo vontade de se dedicar ao esporte, nada vai impedir. E não é apenas o esporte de alto rendimento, em busca de medalhas e recordes. A pessoa pode apenas fazer esporte para cuidar da saúde. Sempre é possível encontrar tempo e jeito para isso.”
Para as novas gerações, Gislaine virou atração especial. “A gente gosta de ficar vendo ela treinar. O nosso treino termina e começa o dela. A gente fica assistindo”, comenta Manoela Costa Ferreira, de 11 anos, moradora na Colônia, atleta da equipe jundiaiense e que compete na prova de 80 metros. “Ver ela treinando serve de incentivo para a gente treinar mais, ser mais focada”, comenta Manoela Fernandes Souza, estreante no projeto e apaixonada pelo salto em distância.
O projeto desenvolvido pela Unidade de Gestão de Esportes e Lazer, sob responsabilidade do professor Robson Mian, atende atualmente 80 atletas entre 6 e 60 anos, com treinos diários na pista do Bolão. Entre as provas desenvolvidas: corridas de 100, 200, 400, 800, 1.500, 5.000, 10.000 metros, 4×100 e 4x400m; saltos em altura, distância, vara e triplo; arremesso do peso; lançamentos do dardo, disco e martelo; marcha atlética 3.000, 5.000, 10.000 e 20.000 metros; salto com barreiras de 100, 110 e 400m; provas combinadas de pentatlo, hexatlo, heptatlo e decatlo. “Estamos sempre de portas abertas para quem se interessar pelo atletismo, independentemente de idade e condição física. Sempre é possível aprender sobre as modalidades e descobrir em qual a pessoa se encaixa”, explica Mian.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES