domingo, 26 maio, 2024
spot_img
InícioJundiaíFundação alerta para atropelamento de animais silvestres

Fundação alerta para atropelamento de animais silvestres

Embora Jundiaí seja privilegiada por contar com a Serra do Japi, área de proteção e preservação ambiental, berço de várias espécies animais e vegetais, e apesar de todas as medidas adotadas para a proteção da área, uma das principais e crescente preocupação é o atropelamento de animais silvestres. A preocupação não se restringe à região da Serra do Japi e sim com todos os fragmentos florestais que criam ou buscam manter ainda uma interconexão para os animais terrestres e aves passeriformes. Na semana passada, um cachorro do mato foi encontrado morto depois de ser atropelado por um veículo na Avenida Luiz Gobbo, no Santa Clara. Também foi registrado avistamento de animais silvestres atravessando a Avenida Navarro de Andrade, próximo ao Paço, além do atropelamento de diversos indivíduos de diferentes espécies. “A imensa maioria dos atropelamentos em vias secundárias da cidade e próximas a áreas de fragmentos florestais acabam ocorrendo pelo desrespeito aos limites de velocidade da via. Outras vezes, animais como cobras, roedores e marsupiais, por exemplo, por crenças equivocadas da população baseadas em desconhecimento do papel fundamental daquela espécie, acabam sendo atropelados de propósito, simplesmente porque são animais que não geram empatia pelas características físicas”, disse a superintendente da Fundação Serra do Japi, Vania Plaza Nunes. O avistamento de animais silvestres pode ser comunicado à Fundação Serra do Japi por meio do aplicativo da Prefeitura de Jundiaí. A função está disponível na plataforma de Desenvolvimento Sustentável na faixa de “recolhimento de animais em via pública”. “Ao sabermos onde os animais silvestres foram vistos, poderemos mapear as áreas onde eles estão aparecendo, verificar possíveis vulnerabilidades e, principalmente, adotar medidas mitigadoras quando for o caso. É importante saber quão perto da vida urbana eles estão chegando pela nossa expansão na urbanização”, explica Vania. A Fundação Serra do Japi, junto a Prefeitura de Jundiaí e em parceria com universidades, está analisando a implantação de sistemas com passagem para animais em pontos que estão sendo informados e mapeados. O objetivo é a diminuição do atropelamento de animais, além da utilização também de ferramentas de sinalização e retenção de velocidade dos veículos para viabilizar a travessia em segurança dos animais. O número de animais atropelados e que passam por atendimento na ONG Mata Ciliar, de Jundiaí, quase dobrou no fim de 2023. De acordo com dados divulgados pela própria associação, em novembro, as equipes atenderam 23 animais. Já em dezembro, este número subiu para 42.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES