quinta-feira, 30 maio, 2024
spot_img
InícioJundiaíIpem faz verificação de taxímetros em Jundiaí

Ipem faz verificação de taxímetros em Jundiaí

Os taxistas de Jundiaí deverão passar pela verificação periódica anual de taxímetro com mudança de tarifa até 30 de abril, de segunda a sexta-feira, exceto sábados, domingos e feriados, mediante horário disponível no sistema. A ação, realizada pelo Ipem (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, ocorrerá na avenida dos Imigrantes Italianos, próximo à rua Pascoal Segre, Ponte de São João.
Todos os serviços referentes a taxímetro devem ser agendados no site do Ipem-SP, ​tanto para “Verificação” como para “Outros Serviços”. Por exemplo, troca de titularidade, furto, roubo, baixa de taxímetro e atraso de verificação.
Para realizar a verificação os taxistas devem agendar o horário de atendimento pelo site do Ipem-SP (www.ipem.sp.gov.br) e emitir a GRU (Guia de Recolhimento da União) para o pagamento da taxa de verificação. Sem a quitação da taxa e o agendamento online, a verificação não será realizada.
Na data da verificação, o taxista ou o responsável pelo veículo deve apresentar os seguintes documentos:

  • Alvará de estacionamento fornecido pela prefeitura dentro do prazo de validade;
  • Certificado de registro e licenciamento de veículo (categoria aluguel);
  • Certificado da última verificação do Ipem-SP, referente ao exercício de 2023;
  • GRU quitada;
  • Ordem de Serviço fornecida por oficinas credenciadas e devidamente autorizada pelo Ipem-SP para execução dos serviços de instalação, manutenção e reparo em taxímetros.
    O taxista está sujeito à penalidade em caso de atraso ou não comparecimento à verificação anual de taxímetro.
    O objetivo da verificação periódica dos taxímetros é certificar se o preço registrado pelo equipamento corresponde, com base na distância e no tempo gasto, ao trajeto percorrido pelo veículo. A verificação abrange também a análise das condições gerais dos veículos, como a rolagem e rodagem dos pneus e do taxímetro (tarifa, lacres, entre outros). A verificação também é feita para manter a relação de confiança entre o cidadão e o governo.
    Para identificar se o taxímetro foi verificado pelo Ipem-SP, o consumidor deve observar a existência do lacre amarelo, que impede o acesso à regulagem do aparelho, e do selo do Inmetro. Caso o lacre esteja rompido, o consumidor não deve aceitar a corrida, pois o aparelho pode apresentar medição incorreta.
    O valor da bandeira é estabelecido pela prefeitura de cada município, mas é importante estar atento ao horário em que as bandeiras ‘um’ e ‘dois’ podem ser utilizadas, para não pagar mais caro pela corrida.
Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES