sábado, 20 julho, 2024
spot_img
InícioJundiaíUva Niagara Rosada sem sementes encontrada em Jundiaí

Uva Niagara Rosada sem sementes encontrada em Jundiaí

Pela primeira vez em mais de 90 anos desde que uma mutação espontânea gerou a Uva Niagara Rosada de Jundiahy, um produtor da cidade vai colher até nove mutações da Uva Niagara nos próximos dias, entre elas a primeira safra da Niagara sem semente.
“A Uva Niagara sem semente representa um marco na produção e na comercialização de uva em Jundiaí. Até porque a nossa uva oferece um aroma atraente muito característico que muitas uvas sem semente do mercado, como a Victória, não oferecem”, disse o gestor de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez.
As variedades estão no sítio de Anderson Tomasetto, no Traviú. Todas as mutações surgiram espontaneamente. Ao todo, serão colhidas nove variedades da Uva Niagara, como a Niagara Branca (original) e a Niagara Rosada, que são amplamente conhecidas do público, mas também mutações que só existem em Jundiaí, como a Niagara Rosada Gigante, Niagara Rosada Oval, Niagara Branca Oval, Niagara Branca Gigante, Niagara Rajada ou Mesclada, Niagara Rosada Steck e a Niagara Rosada sem sementes. O produtor também é parceiro do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) no desenvolvimento dessas variedades, principalmente a Niagara sem semente.
“A variedade Steck, por exemplo, que tem uma cor parecida com cobre, não era vista dando frutos desde os anos 50. Com essa produção, conseguimos preservar a história de uvas que surgiram aqui em Jundiaí. E também, mandar para o mercado uma variedade que é tendência, que são as uvas sem semente”, reforça o produtor.
São apenas seis pés da Uva Niagara Rosada sem semente. “Nosso objetivo é levar alguns desses cachos à Festa da Uva do ano que vem para os consumidores conhecerem. Com os anos e a expertise, conseguiremos ampliar a produção”, reforça Anderson.
A Uva Niagara Rosada de Jundiahy surgiu em 1933, quando uma mutação somática (da Niagara Branca) deu origem a ela no sítio do comendador Antonio Carbonari, que dá nome ao Parque da Uva. A safra 2023/2024 da Uva Niagara Rosada Jundiahy foi a primeira depois que a fruta plantada na cidade recebeu a Indicação Geográfica do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, na categoria Indicação de Procedência. Trata-se do 102º registro brasileiro no INPI, o primeiro para uma uva paulista.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES