terça-feira, 16 abril, 2024
spot_img
InícioJundiaíDescarte irregular de resíduos está entre as principais causas de alagamentos

Descarte irregular de resíduos está entre as principais causas de alagamentos

Com a ocorrência das chuvas de verão, aumenta a preocupação com a possibilidade de alagamentos e enxurradas na cidade. Só no temporal do dia 8 de janeiro, foram registrados 7 pontos de alagamentos em Jundiaí. Um dos principais agravantes para o aumento desse número é o descarte irregular de resíduos, como apontam as engenheiras ambientais e sanitaristas Stefanie Amaral e Pamela Neto, da consultoria ambiental EuPreservo.
Segundo a Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos da Prefeitura de Jundiaí, por meio do Departamento de Limpeza Pública, em 2023, foram coletadas mais de 127 mil toneladas de resíduos em Jundiaí, um aumento de 25% no período de final do ano.
As especialistas explicam que esse aumento no final do ano, apesar de previsto, pode se tornar um problema para o município e para o meio ambiente, e que o cuidado deve ser redobrado em relação ao descarte correto.
Para reduzir o impacto na produção de resíduos, as especialistas apontam a conscientização como principal aliada para o controle deste cenário. “O passo inicial para uma mudança é o equilíbrio entre consumir de forma consciente e descartar os resíduos corretamente”, comentam.
Existem formas práticas de auxiliar no descarte correto de diferentes tipos de resíduos e minimizar a sua produção. A UGISP menciona que a população “vem demonstrando, ano após ano, mais preocupação com tudo o que envolve a separação, coleta e destinação correta dos resíduos.”, o que, segundo as especialistas, deve ser constantemente reforçado, principalmente para evitar maiores problemas, como o aumento do risco de alagamentos.
Stefanie e Pamela listam pontos que podem ser aliados no dia a dia para fortalecer o hábito na hora da destinação dos resíduos.

  • Separe os resíduos para reciclagem. No caso da cidade de Jundiaí, basta separar o lixo seco do lixo úmido.
  • O lixo úmido é constituído de restos de alimentos, folhas de árvores, lixo de banheiro, papel sujo, entre outros. Deve ser armazenado em sacos plásticos e entregue à coleta convencional.
  • O lixo seco é formado por materiais recicláveis (papel, papelão, vidros, plásticos e metais). Os papéis devem ser guardados limpos e secos, enquanto vidros, plásticos e metais devem ser enxaguados de restos de alimentos. O lixo seco deve ser entregue aos caminhões de coleta seletiva.
  • Antes de adquirir um novo produto, pense se realmente existe a necessidade de compra.
  • Sempre dê preferência a produtos cujas embalagens sejam recicláveis.
  • Ao presentear uma pessoa querida, pense também em experiências com valores afetivos, como programar um dia especial no teatro do Sesc Jundiaí; fazer uma visitação monitorada na Serra do Japi, Parque da Cidade, Jardim botânico, entre outros.
  • Antes de jogar fora um produto que não queira mais, procure doar, consertar ou mesmo trocar com alguém. Pense na reutilização.
Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES