segunda-feira, 17 junho, 2024
spot_img
InícioJundiaíFoliões devem priorizar saúde e segurança durante carnaval

Foliões devem priorizar saúde e segurança durante carnaval

Todos os anos, milhares de foliões se reúnem em blocos, trios elétricos e festas voltadas ao Carnaval. Nessa época, além dos dias intensos de folia, a população também pode enfrentar altas temperaturas, desidratação, intoxicações alimentares, queimaduras, excesso no consumo de álcool, entre outras situações características do período festivo. Para manter a saúde preservada, o médico clínico geral e pneumologista, Eduardo Leme, do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), fala sobre os cuidados necessários para aproveitar a data com segurança. Ações de Prevenção Segundo o especialista, cada risco apresenta uma ação de prevenção diferente. “Antes de ir para a festa, é importante ingerir comidas leves, que contribuam para uma boa digestão. O folião deve evitar o consumo de alimentos pesados e de origem desconhecida. Ingerir bebidas alcoólicas em jejum também aumenta os riscos e misturar bebidas pode potencializar o efeito do álcool. Em casos graves de intoxicação alcoólica, o paciente pode precisar até de internação hospitalar”, explica Leme. A proteção solar é outro fator indispensável na hora de celebrar. “Na verdade, esta é uma orientação para ser seguida diariamente. Com a mudança climática, o país tem registrado calor atípico, principalmente agora, no verão. A exposição da pele sem proteção pode causar insolação moderada ou grave, além de problemas futuros e mais complexos”, conta Leme. Ainda assim, o conselho mais importante é a ingestão de água para a hidratação, já que a água é indispensável para antes, durante e depois da comemoração. Produtos restritos Recentemente, outro risco importante foi levantado após uma série de registros de atendimentos em diversas unidades de saúde no país. Utilizadas em tranças e penteados, mais de 1,2 mil registros de pomadas modeladoras para cabelos foram cancelados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) em dezembro do último ano. Com a chegada do Carnaval, itens como este são amplamente utilizados como parte das fantasias e adereços. Segundo Gabrielly Lopes da Silva, enfermeira do departamento de Controle de Infecção Relacionado à Assistência à Saúde do HSV, os principais sintomas de reações à pomada incluem coceira nos olhos; vermelhidão; irritação; ardência; e inchaço. Em casos mais graves, a visão pode tornar-se turva, especialmente após o contato com a água, uma vez que o produto pode escorrer para a região ocular. “O Ministério da Saúde destaca a necessidade de atenção redobrada da população quanto ao uso de cosméticos. A orientação é para que a pessoa utilize somente produtos autorizados pela Anvisa; evite o contato do produto com os olhos e, em caso de contato acidental, enxague com água corrente por, pelo menos, 15 minutos; leia atentamente o rótulo e siga as instruções do fabricante; realize testes em uma pequena área da pele antes de usar; evite aplicação exagerada do produto; não utilize o produto se a pele, olhos ou outra parte do corpo estiver irritada; procure assistência médica em caso de eventos adversos; e guarde a embalagem para rastreabilidade das informações, como nome do produto e lote, para as ações de investigação dos órgãos competentes”, orienta Gabrielly. Em todos os casos, as equipes do HSV, das unidades de Pronto Atendimento e Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu), seguem à disposição para qualquer tipo de atendimento. O Samu terá participação nas ações de contingência da Prefeitura de Jundiaí, visando prevenção e cuidado durante a folia. As ambulâncias seguem os atendimentos normalmente e o contato deve ser realizado por meio do número 192.

Anselmo Brombal
Anselmo Brombalhttps://jornaldacidade.digital
Anselmo Brombal é jornalista do Jornal da Cidade
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publididade -spot_img

POPULARES